por Marcia David Poeta

14.6.13

A Uva e O Vinho

Dança na língua
Um vinho que não bebo.
Guardo em barris
Para que amadureça.
Ganhe corpo e aroma gentis.

Dança na língua
O vinho que guardo selado,
Num canto,
Esperando momento propício.

Dança na língua
Gosto de safra de bom tempo.
Perfeito sabor da uva
Desde o início.

Combinando vinho e alimento.



Um comentário:

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Marcia. Lindo poema.
Um vinho bom de uva fresca, que não causa ressaca, mas inebria suavemente.
Beijos na alma e excelente fim de semana de paz!