por Marcia David Poeta

6.1.14

Verão Que [P]assa

É desse calor que me alimento.
Pele que arde, sal que invade.
É desse suor que me encharco.
Derrete, escorre e afoga.
Promessa de vento. Quente.
Temporal. Inunda, arremessa em brisa morna.
É isso que me segue. Tudo ferve.
Forno. Fogo. Fogueira.
Brasa, sopro e cinza.
E refaço.




2 comentários: