por Marcia David Poeta

3.8.14

Atalho


Tomo uns atalhos pela vida,
Que quando parece que achei, perdi.
Desvio dilacerado do mundo.
Agruras do amor que me arrebatam de mim



Nenhum comentário: