por Marcia David Poeta

28.8.14

Sempre o Mar

(Foto: Marcia David)







Te Gosto (Marcia David Poeta)

Olhei pela janela e vi do que são feitos seus olhos.
Um mar de esmeraldas.
Um labirinto que me prende.
Vejo a criança, vejo a mulher, vejo o homem.
Tenho a sua diversidade marcada em mim.
Fogo que me acalma. Sede que se agrava e não durmo.
Deste tempo que não tive.
Daqui pra diante, seja o tempo que for, nem é muita coisa.
E reinvento, pelo meu querer, crio, anuncio.
Tenho liberdade poética.
Eu te entendo, você me entende.
Rimos uma da outra.

Nenhum comentário: